Descupinização

Descupinização é o controle de cupins também conhecidos como cupim-do-solo (Syntermes molestus), e cupim de madeira seca (Cryptotermes brevis).

 

   

Cupins
Insetos conhecidos por nós pelo hábito de se alimentarem preferencialmente de celulose
atacando papéis, livros, estruturas de madeira, ou qualquer outro material derivado deste composto.
Os cupins existem na Terra há muito mais tempo que o próprio homem.
Restos fossilizados destes insetos já foram encontrados em formações geológicas datadas de 55 milhões de anos.

Cupins de Madeira Seca

Os zangões da colônia de cupins de madeira seca são grandes conhecidos: assim como os da espécie subterrânea

eles possuem asas e voam para a proximidade de lâmpadas acesas no começo da primavera.

Por serem do sexo masculino, não chegam a representar uma ameaça à casa

mas é importante ficar atento, pois indicam que existem colônias completas por perto.

Eles se alojam e se reproduzem dentro de madeira seca, ameaçando o mobiliário.

Seu ataque não é tão agressivo, suas colônias são menores, mas podem ocupar uma peça

inteira de madeira discretamente, de modo que só é possível saber dele quando o estrago já está em estado avançado.

descupinização cupins foto madeira 3

Descupinização cupins foto madeira

Cupins Coleópteros – Carunchos ou Brocas

Representam cerca de 40% de todas as espécies de insetos já catalogadas no planeta.

A maior parte deles se alimenta de madeira; o restante tem outros hábitos alimentares.

Os bichinhos encontrados em sacos de cereais (milho, arroz, feijão, etc), por exemplo.

Eles podem ser mais facilmente identificados, pois colocam ovos na superfície da madeira (até 400).

Depois disso, quando as larvas nascem, elas se alojam no interior da madeira através de aberturas naturais

na mesma, sem perfurar – e sem deixar rastros da infestação.

O estágio de larva é, também, o mais agressivo: é quando o inseto mais se alimenta de madeira.

Esta fase pode demorar de um a quatro anos, mas há testemunhos de impressionantes dezesseis anos.

Ele chega à maturidade através de uma metamorfose para um besouro alado, o caruncho.

Ele deixa para trás um orifício com um pozinho fino na madeira.

Depois disso, procuram se reproduzir e colocar novos ovos, morrendo em seguida.

Nessa fase, praticamente não se alimentam.